O governador Rui Costa (PT) voltou a defender, na manhã desta quarta-feira (2), a formação de uma aliança com diferentes partidos para derrotar o presidente Jair Bolsonaro em 2022. O petista disse, em coletiva, que um plano bem elaborado poderá evitar a “agonia” em um eventual segundo turno.
Segundo o chefe do Executivo baiano, o caminho para esta mudança seria que todos assumissem o “compromisso” com “pilares” fundamentais. Rui exemplificou o respeito total à democracia e ao trabalho da imprensa e, também, a redução da desigualdade social.
“Se não afunilar para uma, vamos ter duas, três ou quatro candidaturas. Mas o que for para o segundo turno, assume o compromisso”, disse. Sem citar nomes, ele declarou que é comum, durante as eleições, a tentativa de composição entre os postulantes, mas fica difícil a articulação em tão pouco tempo.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário