Questionado sobre a declaração de Lula de que ele ‘tem que pensar um pouco no Brasil’, o governador Rui Costa disse ter “total concordância” com o ex-presidente, mas afirmou que “a Bahia tem muito a oferecer ao povo brasileiro”.
“Isso é um assunto superado. Como eu disse na entrevista, já disse centenas de vezes e repito, o (ex) presidente Lula fez o melhor governo da história do nosso país. Foi o período em que o Nordeste mais cresceu, foi o período em que o Nordeste mais teve investimento nas áreas de educação, infraestrutura, saúde e do abastecimento de água. Eu não tenho dúvida. Pelo que eu conheço de história do Brasil, pelo que eu conheço de distribuição de renda, Lula fez o melhor governo do nosso país. Não tenho nenhuma discordância sobre a fala do presidente. Obviamente que eu falo a partir do local que eu governo, que é a Bahia, que eu acho que tem muito a oferecer ao povo brasileiro”, afirmou Rui na cerimônia de lançamento da 9ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), na Governadoria, em Salvador.
A polêmica começou a partir de entrevista à revista Veja, publicada no fim de semana, quando Rui Costa afirmou que o Partido dos Trabalhadores e seus militantes devem diminuir o ritmo do movimento ‘Lula Livre’ para focar em propostas para o País nas eleições municipais de 2020 e na disputa pela presidência da República em 2022.
Em resposta, Lula afirmou nesta quinta que o governador da Bahia ‘tem que pensar um pouco no Brasil’.
O governador respondeu ainda ao convite do prefeito de Cachoeira, Tato Pereira, para ele se filiar ao PSD. Ele agradeceu “o carinho de todos”, e voltou a falar sobre seu ‘foco’ de ‘reconstruir’ o País.
“Agradeço todas as lembranças e o carinho de todos… Meu desejo é esse, é ajudar a reconstruir nosso Brasil. Eu acho que o caminho é unir o povo brasileiro, unir os homens e as mulheres de bem que querem reconstruir nosso país. Não creio que nosso país será reconstruído com ódio, com intolerância, com pregação de racismo e de violência. Eu não acredito nisso. Isso nunca levou nenhum país ao desenvolvimento. A gente tem que fazer a pregação da paz, do desenvolvimento e da conciliação nacional a favor do Brasil, a favor da educação, a favor de políticas inclusivas para esse Brasil tão desigual”.
Bahia.ba
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher