A Polícia Federal (PF) vai investigar a mudança de domicílio eleitoral do ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro e sua esposa, Rosângela Moro, para a capital paulista. A investigação acontecerá por determinação do Ministério Público Eleitoral de São Paulo, que instaurou inquérito.

O casal é acusado de supostamente praticar crime eleitoral na transferência de seus domicílios eleitorais de Curitiba para a cidade de São Paulo, a partir da notícia-crime encaminhada pela Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP) ao órgão em abril.

A ação encaminhada ao Ministério Público Eleitoral é de uma empresária residente em São Paulo. Ela alega que a mudança de domicílio eleitoral de ambos “se deu mediante possível fraude e inserção de informação falsa no cadastro eleitoral”

A Procuradoria afirma que nenhum dos dois possui residência fixa em São Paulo e fizeram a mudança de domicílio eleitoral sem ter vínculo com a cidade. O documento foi encaminhado em 5 de abril.

Em nota, a defesa de Moro informou que “Sergio e Rosangela Moro cumpriram rigorosamente todas exigências da legislação eleitoral ao solicitarem a mudança de domicílio eleitoral. Moro e sua esposa estão à disposição da Polícia Federal para prestar todos os esclarecimentos necessários, confiantes de que a lei vale para todos e deverá prevalecer”.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário