O líder do PSD no Senado, Otto Alencar, afirmou que irá ingressar no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).
No sábado (23), o jornal O Estado de S. Paulo, divulgou mensagens entre Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro em que em que o presidente acusa o governador da Bahia, Rui Costa (PT), de ter “entregue gratuitamente e sem licitação” a administração do Hospital Espanhol ao Instituto Nacional de Tecnologia da Saúde (INTS), empresa, segundo a mensagem encaminhada por Bolsonaro a Sergio Moro, supostamente pertencente ao filho do senador Otto Alencar, o deputado federal Otto Alencar Filho (PSD).
“O presidente da República, Jair Bolsonaro, ao invés de tomar a vanguarda do seu governo e trabalhar para combater o coronavírus, fica no hábito de estimular e disseminar notícias falsas. Ele pretendia criar uma Gestapo dentro da Polícia Federal para perseguir adversários e proteger familiares. As provas irrefutáveis foram mostradas pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro”, disse Otto em nota enviada à imprensa.
“Vou ingressar no Supremo Tribunal Federal, diante do encontro fortuito de prova e crime contra a minha honra, imagem e de minha família, no curso do inquérito 4.831, aberto pelo ministro Celso de Mello, para que extraia cópia das provas desse fato e abra inquérito no STF específico para apuração e posterior responsabilização penal. Fake News não me intimidam. Continuarei a mostrar o que está errado, as mazelas do governo do presidente Bolsonaro que, ao contrário de defender os interesses do povo, se dedica a questões pessoais, grupistas, setoriais e dos seus familiares”, ressaltou o senador.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário