O senador Otto Alencar (PSD), esclareceu a razão de não ter votado na abertura da CPI do Ministério da Educação (MEC), que prevê a investigação da polêmica de corrupção envolvendo o ex-ministro Milton Ribeiro. Entre os senadores da Bahia, apenas Jaques Wagner (PT) assinou.

“Meu partido tem um líder, Nelson Trad, ele está conduzindo o processo, como não posso participar, caso tenha, por que estou em campanha aqui, eu estou a cargo dele, aguardando o que ele vai fazer”, explicou, durante coletiva de imprensa em evento de assinatura de recursos para as Obras Sociais Irmã Dulce, nesta sexta-feira (1) com Rui Costa (PT).

No entanto, Otto declarou que apoia a criação da comissão e que podem contar com ele.“Se precisarem da minha assinatura, eu sou a favor e assino não tenho nenhum problema”, concluiu.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário