O prefeito de Salvador ACM Neto afirmou que o DEM, partido do qual é o presidente nacional, não irá apoiar a volta de um imposto nos moldes da antiga CPMF. A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.
“O DEM não vai apoiar nenhuma forma de CPMF, independentemente do nome que apareça. Isso é posição fechada e definitiva do partido”, disse Neto. A declaração ocorre por conta da insistência de alas da equipe econômica do governo federal de flertar com a volta de um imposto nos moldes da CPMF.
No dia 11 de setembro, o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, foi demitido após a divulgação pelo secretário-adjunto da Receita, Marcelo de Sousa Silva, de um imposto nos moldes da extinta Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF).
Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração à rádio Jovem Pan, Cintra era o “símbolo” da “nova CPMF” e sua saída era necessária para “encerrar o assunto”. Ele ressaltou, porém, que a proposta não era uma volta do tributo.
“A Câmara dos Deputados atacou o imposto, os bancos atacaram o imposto, o Senado atacou o imposto, o presidente falou que não quer o imposto. Antes que dê algum mal-entendido, porque o imposto não é a CPMF, não era, você tira logo o Cintra e fala assim ‘acabou esse assunto’, para todo mundo entender que não é a CPMF. Todo mundo entendeu que não é?”, disse.
Bahia.ba
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher