O governador da Bahia, Rui Costa, sugeriu a fusão entre PT,PSD e PCdoB como um benefício para a democracia brasileira. Apesar de citar a união com outras siglas, ele negou que se filiaria a um outro partido para disputar a Presidência da República.
“Não pretendo fazer nenhum cavalo de pau na minha história política e partidária, mas tendo defendido…acho que precisamos nos aproximar de outros partidos de esquerda e, quem sabe, até um processo de fusão. A democracia brasileira precisa disso. Acho que é possível o PT pensar em fusão com PSD nacionalmente e, eventualmente, com PCdoB. Não há significativas diferenças entre esses partidos”, avaliou, em entrevista à Revista Fórum nesta quinta-feira (17).
A declaração foi dada após ser questionado sobre abandonar o PT para disputar a Presidência da República em 2022. O nome do governador é especulado como um forte candidato para a disputa.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário