Um áudio recebido pelo Bahia Notícias nesta terça-feria (6) atribuído ao ex-prefeito de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, Edgard Dourado, mostra o descontentamento dele com o gestão do sobrinho, o atual prefeito Léo Dourado. A conversa se deu no meio de junho passado. O interlocutor de Edgard Dourado é uma pessoa a quem ele chama de Nito. Edgard diz que os problemas que Léo passa já tinham sido apontados pelo tio antes. No meio, Edgard fala em gastos exagerados com gasolina e pagamento de cotas do Finisa [Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento] para vereadores.

“Eu não tô criticando Léo, que é meu sobrinho, afilhado, estou criticando o gestor. Agora o que está acontecendo de processo para afastamento dele da prefeitura, pode não concretizar, mas o processo ta aí. É porque nunca me ouviu. Se tivesse me ouvido, não tava acontecendo isso. Não tinha botado gasolina para dar volta na terra e na lua e voltar. Não tinha feito acordo com vereadores para dar R$ 50 mil a cada um, do Finisa. Nove vereadores vezes 50 seria 450 mil eais. Com R$ 450 mil se faz muito coisa”, diz trecho do áudio.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário