O ex-prefeito de Irecê (BA), Luizinho Sobral, afirmou que ainda pode entrar na corrida eleitoral em 2020. O gestor, que está inelegível por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse que ainda não decidiu o seu futuro político  e que pode recorrer. Segundo um especialista em direito eleitoral ouvido pela reportagem, ele ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).
Sobral ficou inelegível após ser condenado por abuso de poder econômico em meio de comunicação nas eleições de 2012, quando foi constatado esquema de fraude às normas eleitorais em parceria com o proprietário da radio Líder FM, José Sidnei, que também foi condenado e está inelegível.
“Posso recorrer. Mesmo se eu não pudesse ser candidato, iria analisar com o grupo. Não adianta o cara querer ser candidato e não estar bem em pesquisas. Apesar de que estou bem nas pesquisas. Tenho 30% de frente, mas temos que analisar”, declarou Sobral.
Se apresentam como principais pré-candidatos na cidade o prefeito Elmo Vaz (PSB); o vereador Léo da Unibel (PSDB); o vereador Rogério Amorim Figueredo (PSB); a jornalista Débora Suellem (PSD); o presidente municipal do DEM, Amaro Júnior; o fundador do PT em Irecê, Osvaldo Alves Neiva Filho; o ex-prefeito Beto Lélis (sem partido), o vereador Tertuliano Leal Libório (PTB) e o empresário Cleomar Santigo (Avante).
BNews
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher