Em requerimento enviado para o Plenário da Câmara Municipal, sete dos noves vereadores que compõem o Legislativo, solicitaram que a antecipação da  votação para a  mesa diretora da Câmara para o biênio 2023/2024, fosse colocada na Ordem do Dia da sessão ordinária desta quinta-feira (5).

No documento os vereadores citam o Artigo 13° do Regimento Interno para justificar a solicitação. Os vereadores que subscrevem o documento ( Gildo Jesus dos Santos, Joelson Jesus Rocha, Ronivon Silva Honorato, Antônio Carlos Freitas, Orlando Bispo dos Santos e Maria Ana Almeida dos Reis), relatam que “em observância ao Artigo 13° do Regimento Interno deste Poder Legislativo, que diz: “A eleição da Mesa Executiva, quando da instalação da Câmara Municipal de CAÉM, dar-se-á na sessão preparatória de que trata o artigo 5° e parágrafos deste Regimento Interno, ou ainda quando da renovação, na última sessão ordinária do mês de março da segunda sessão legislativa do primeiro biênio da legislatura, no período da Ordem do Dia”.

A propositiva foi colocada em discussão e votação e após a sua aprovado por unanimidade, o presidente da Câmara, Pablo Piauhy, suspendeu a sessão por trinta minutos para que fossem apresentadas as chapas que concorreriam ao pleito. Ao exaurir o tempo determinado, somente uma chapa foi apresentada, a “Democracia e Transparência”, composta pelos vereadores Gildo Jesus dos Santos (Lolinha), como presidente, Joelson Jesus Rocha (vice-presidente), Pablo Diego Andrade Piauhy (1º secretário) e Ronivon Silva Honorato (2º secretário).

Lolinha agradeceu a confiança dos seus pares e prometeu dar continuidade ao ‘excelente trabalho da atual gestão, que tem a frente o vereador Pablo Piauhy. “Agradeço ao meus colegas vereadores pela confiança depositada em minha pessoa. Iremos exercer mais uma vez a função de presidente da Câmara Municipal de Caém com muito orgulho e prezando sempre pela democracia e transparência”, salientou o novo presidente.

Fonte: Notícia Limpa

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário