O ex-ministro Geddel Vieira Lima ainda aguarda decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre ficar em prisão domiciliar por causa do coronavírus.

De acordo com o jornal O Globo, o pedido de Geddel foi feito na semana passada ao ministro Edson Fachin. Ele alegou que faz parte do grupo de risco do coronavírus.

Fachin, por sua vez, solicitou uma manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) antes de decidir.

Geddel está preso desde o final do ano passado na Penitenciária da Mata Escura, em Salvador. Antes, ele ficou por mais de dois anos no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Coronavírus