O ex-governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), na tarde desta terça-feira (28), afirmou em entrevista à CNN Brasil que o futuro do Partido da Social Democracia Brasileira, após a sua desistência da pré-candidatura à Presidência do Brasil, depende da reeleição de Rodrigo Garcia ao Governo de São Paulo.

“O futuro do PSDB depende da reeleição de Rodrigo Garcia em São Paulo, o maior estado do país, a maior economia, a maior população, o maior número de eleitores. Se a vitória for consagrada e, tudo indica que isso ocorrerá, o PSDB terá sua vida prolongada e eu diria consistente. E claro uma nova liderança”, apontou.

Na ocasião, quando perguntado sobre a possível votação no segundo turno em nível federal, o empresário afirmou que será nulo, por não ver um candidato que de fato siga o seu posicionamento politico. “Como eu declarei esta semana, no segundo turno, se for entre Bolsonaro e Lula, o meu voto será nulo. Isso sem querer ser desrespeitoso, mas em respeito ao Brasil. E em São Paulo o meu voto será Rodrigo Garcia. No primeiro turno, vamos avaliar. É cedo ainda para essa minha manifestação”, enfatizou.

Na visão do ex-gestor de São Paulo, o país hoje precisa de alguém de centro para governar. “O Brasil tinha que ter uma pessoa de centro, com equilíbrio, com a vocação para o desenvolvimento econômico, com uma visão social-liberal e de proteção aos mais pobres. Mas essa proteção também, criando valor através da livre iniciativa, gerando oportunidades”, completou Doria.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário