O presidente Jair Bolsonaro decidiu nesta segunda-feira (14) tornar ministro efetivo o general Eduardo Pazuello, que exercia a função de interino à frente do Ministério da Saúde.
O militar, que inicialmente resistia a ser confirmado como efetivo, foi convencido pelo presidente. Ele ficou como interino no cargo por mais de três meses.
A assessoria de imprensa da Presidência da República informou à Folha que a cerimônia de posse está marcada para a quarta-feira (16).
Segundo relatos de auxiliares palacianos, convites para o evento já começaram a ser distribuídos na Esplanada dos Ministérios.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário