Após ataque de setores do PT a entrevista que o governador da Bahia, Rui Costa, deu à revista Veja, ao defender a união dos partidos de esquerda sem condicionar o apoio ao movimento Lula Livre para formar uma frente contra o atual governo do presidente Jair Bolsonaro, o ex-candidato a presidente da República Ciro Gomes (PDT) sugeriu que o partido é ingrato com o chefe do Executivo baiano e o senador Jaques Wagner.
“Rui ganhou no primeiro turno com mais de 70% dos votos. Haddad teve 32% na sua terra natal e Bolsonaro 68%. Haddad, que até então ninguém conhecia, pela força de Wagner e Rui, teve vitória extraordinária. Esse é setor que o PT está atacando publicamente”, apontou, em entrevista ao programa “Isso é Bahia”, na rádio A Tarde 103,9 FM, com Fernando Duarte e Jefferson Beltrão, na manhã desta quarta-feira (9).
“Essa burocracia corrompida do PT coloca como condição [protestar em tudo Lula Live]. Não estou dizendo que é luta que ele pode fazer. Vamos lá para o Pelourinho. Quem quiser vai. Mas protesto de emprego, de salário, interesse nacional, destruição da Petrobras, botar faixa na frente?”, questionou.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher