O prefeito ACM Neto (DEM) voltou a defender o adiantamento das eleições municipais previstas para o mês de outubro deste ano. Segundo Neto, não há como fazer campanha diante da crise instalada pela pandemia do novo coronavírus. Como sugestão, o prefeito de Salvador indica que a votação aconteça entre o final de outubro e meados de dezembro.
“Como é que o eleitor vai avaliar o candidato, as propostas, as suas ideias? Então a questão é, como fazer campanha nessa crise? Eu acho que no começo de junho a Justiça Eleitoral e o Poder Legislativo Federal vão ter que tomar uma decisão, a priori a sugestão que eu passo é um primeiro adiamento da eleição, que ela vá pro fim de outubro, fim de novembro ou início de dezembro, talvez 15 de novembro o primeiro turno e resolve ainda no ano de 2020. Se a crise não permitir aí já é outra história, pensa-se lá na frente”.
De acordo com o prefeito, a decisão deve ser tomada em breve, já que as convenções partidárias começariam a acontecer no início de junho. “Eu já manifestei a minha opinião ao presidente do Congresso e também ao Judiciário federal, eu acho que posterga um pouco mas mantém no ano de 2020 e depois a gente avalia como fica pra frente”.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário