Mais de 100 professores do município de Miguel Calmon, no centro norte baiano, participaram hoje, 26, de uma capacitação para o ensino de educação ambiental na rede pública. O evento abordou a metodologia necessária para inserir o tema no dia a dia dos estudantes, garantindo a transversalidade em diversas matérias e o exercício de atividades práticas. A realização do evento faz parte dos compromissos assumidos pelo município em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público no ano passado. No documento, elaborado pelo promotor de Justiça Pablo Almeida, a cidade se comprometeu a capacitar os profissionais das unidades de ensino públicas e das secretarias, de forma a atender os principais objetivos da Política Nacional de Educação Ambiental.

O promotor de Justiça Pablo Almeida, que estava presente no evento, apresentou aos professores uma perspectiva sobre como levar questões ambientais para o contexto educacional. “A educação ambiental tem três pilares, que são a disseminação de informação sobre o tema, a mudança de comportamento nos estudantes e a garantia de participação. Por isso, eu tratei sobre uma atividade prática, que é como os professores podem abordar e realizar a coleta seletiva com seus alunos”, explica. O evento ainda levou aos profissionais de educação o exemplo do programa ‘Despertar’, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que apresenta temas de educação socioambiental para alunos de áreas rurais brasileiras, contribuindo para sua formação cidadã.

TAC – Outras ações acordadas entre o município de Miguel Calmon e o Ministério Público foram a criação de um Programa Municipal de Educação Ambiental; realização de campanhas, cursos, seminários e eventos para a população sobre valorização e preservação ambiental, cultural e do trabalho, especificamente sobre as bacias hidrográficas do Rio São Francisco, Itapicuru e Salitre; e criação de um programa de visitação de alunos das escolas públicas ao Parque Estadual Sete Passagens, localizado na cidade. Além disso, o município deve adotar a coleta seletiva em todas as escolas da rede pública e divulgar para os pais destes estudantes, por meio de propagandas de rádio, folhetos e eventos, como se realiza a separação e entrega de resíduos recicláveis. Os compromissos devem começar a ser implementados em caráter permanente a partir deste ano. Informações do Cecom/MP

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário