Neste final de semana, em debate promovido no auditório do Sindicato dos Bancários, o Diretório Municipal do PT de Jacobina rechaçou o projeto de Reforma da Previdência proposto pelo governo Bolsonaro.

“Foi muito bom poder discutir as dúvidas e mostrar à sociedade jacobinense que é possível termos uma previdência sustentável sem retirar direitos dos mais pobres. Precisamos ir às ruas contra a Reforma da Previdência”, destacou o deputado estadual Marcelino Galo (PT).

Já o ex-deputado federal Amauri Teixeira, questionado sobre o problema do déficit da Previdência, afirmou que a proposta do atual governo é “destrói direitos básicos e criar uma legião de miseráveis sentenciada à pena de morte”.

“Esse governo está demolindo os direitos dos trabalhadores, muitos deles adquiridos que muita luta. O Bolsonaro quer cortar na carne do povo e deixar de fora quem sempre teve privilégios. Em vez de prejudicar os que mais precisam, ele deveria colocar na conta do ajuste as empresas sonegadoras do INSS, que juntas devem mais de R$ 426 bilhões, valor muito superior ao alegado rombo da Previdência Social”, denunciou Amauri Teixeira.

O evento reuniu representantes de vários setores da classe trabalhadora. A economista Elen Coutinho, do Diretório Nacional do PT e pré-candidato à presidência do Diretório Estadual, também participou do debate. Informações Jacobina 24Hs

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário