Menu

Três integrantes da torcida organizada Bamor são baleados em Salvador

TRagora 6 anos atrás

Três homens foram baleados por volta das 8h30 deste domingo (08) na sede da torcida organizada do Bahia, a Bamor, no bairro do Tororó, em Salvador. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) dois homens em um HB 20 branco efetuaram disparos  contra integrantes da Bamor na porta da sede da entidade localizada na Travessa Florêncio Passos, no bairro do Tororó. Neste domingo acontecerá a final do campeonato baiano onde o Bahia e o Vitória disputam o título do estadual de futebol.

Dois dos feridos foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE): Antônio Marcos Sadela, 49 anos, que foi atingido no ombro esquerdo e  Daniel Sena Duarte, 20  anos, atingido no abdêmen.  No HGE ele disse que estava reunido com outros torcedores do Bahia quando ocorreu o ataque. O terceiro ferido foi Hugo dos Santos, de 25 anos, que foi baleado na mão. Ele conduzido a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris.

Um familiar de Antônio, que preferiu não se identificar, falou que o quadro dele é estável. “Todo mundo sabe o que foi isso ai. É rivalidade”, afirmou. Antônio e Daniel estão no centro cirúrgico do HGE.

O CORREIO esteve na sede da torcida organizada mas ninguém quis comentar o ataque assim como os vizinhos do local. A equipe do CORREIO foi expulsa da sede da Bamor durante a apuração da reportagem por dois homens que não se identificaram. Um sem camisa e outro com a moto, parou ao lado do carro da reportagem e desceu. Eles afirmaram que iriam ‘descer a porrada’ na equipe caso não saíssemos do local.

Em nota, a Polícia Militar informou que militares da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foram acionados pelo Cicom para atender uma denúncia de disparos de arma de fogo, na Travessa Florência dos Passos, próximo à sede da torcida do Bamor, no Tororó. “Ao chegar no local a guarnição foi informada por testemunhas que três torcedores do time Bahia foram atingidos por disparos de arma de fogo e socorridos por populares para o HGE e para a UPA do Vale dos Barris”, disse a PM.

A SSP-BA informou que a autoria e motivação serão investigadas pela Polícia Civil.

Em 2016, a torcida organizada Bamor foi suspensa de estádios por seis meses pelo Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), da Polícia Milita. A punição acontece por conta de uma briga entre integrantes da Bamor e da Terror Tricolor depois do jogo Bahia x Náutico, em 31 de maio.

Torcida única 
Através de ofícios encaminhados à Federação Bahiana de Futebol (FBF) e à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendou a adoção de torcida única nos clássicos da final do Campeonato Baiano.

O promotor de Justiça do Consumidor, Olímpio Campinho Júnior, citou os episódios de violência protagonizados por torcedores de Bahia e Vitória no primeiro clássico do ano passado e também no deste ano como embasamento para a nova recomendação “de torcida única nos próximos e futuros jogos de futebol entre E.C. Bahia e E.C. Vitória, quando apenas torcedores dos times mandantes poderão comparecer ao estádio”.

No ofício, o promotor afirmou que a Polícia Militar concorda que “a medida de torcida única é positiva e eficaz para impedir conflitos violentos dentro e fora dos estádios”.

A Federação Baiana de Futebol  acatou a recomendação. Com isso, todos os ingressos para o primeiro jogo da decisão estadual, domingo (1º), na Fonte Nova, foram destinados a torcedores do Bahia. E só a torcida do Vitória será contemplada no dia 8 de abril, no Barradão.

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -