Menu

Temer manda recado para Haddad: ‘Eu quero que você leia a Constituição’

TRagora 6 anos atrás

Depois de publicar vídeos direcionados ao candidato Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente Michel Temer (MDB) agora pediu para Fernando Haddad, que deve assumir a chapa presidencial do PT, falar a verdade. “Eu quero que você leia a Constituição [Federal]”, recomendou Temer, no vídeo publicado no início da tarde desta quinta-feira (6), em seu perfil no Twitter.

Ao longo da peça, o presidente sugere que o ex-prefeito de São Paulo estude o texto que rege o país, antes de acusá-lo de golpista. “Na Constituição, está escrito que quando um presidente é impedido, o vice-presidente constitucionalmente assume. É que hoje, Haddad, ninguém quer cumprir Constituição, ninguém quer cumprir lei, as pessoas querem fazer aquilo que você está fazendo, ou seja, inventar as coisas da própria cabeça”, criticou o emedebista.

Temer é acusado, principalmente pelos petistas, de ter articulado o processo que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Assim, os partidos estão em lados opostos na eleição presidencial deste ano. Oficialmente, o MDB defende a candidatura do ex-ministro da Economia, Henrique Meirelles. Já o PT deve confirmar Haddad como candidato na próxima semana, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no pleito — ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa por sua condenação em segunda instância.

 

Outro ponto destacado por Temer foi a reforma trabalhista, aprovada sob diversos protestos. O PT é um dos partidos que se posiciona contra as novas regras, já sancionadas pelo presidente. “Até indico o artigo pra você, Haddad, é o artigo 7º da Constituição Federal que tem um longo elenco de medidas protetoras do trabalhador. Ninguém pode alterar essas medidas, Haddad, não adianta você dizer que nós tiramos direitos dos trabalhadores porque ele está na lei maior”, ressaltou, acrescentando que o ex-prefeito de São Paulo deve tomar cuidado com o que diz.

Esse é o terceiro do que parece ser uma série de vídeos dedicados aos presidenciáveis. Nos dois primeiros, Temer frisa que, embora Geraldo Alckmin critique o governo federal em sua campanha, ele é apoiado pelos partidos que integram a base aliada da atual gestão.

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -