O governador Rui Costa (PT) comparou as gestões de Michel Temer (MDB) e de Jair Bolsonaro (PSL), segundo informações do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.
Rui ironizou a falta de repasse de recursos federais para os estados, em especial para a Bahia. “Fora o discurso beligerante, continuamos sem receber repasses e pagamentos de programas”, disse o governador baiano.
Calote de R$ 520 milhões:
No início deste mês, Rui já havia acusado o Governo Federal de não repassar os recursos federais devidos à Bahia. Em um discurso em Vitória da Conquista, o governador afirmou que o “calote” soma uma dívida de R$ 520 milhões.
“São obras que eles desejavam que eu parasse por falta de pagamento”, disse.
“Mas eles não sabem ou esqueceram que o governador nasceu na favela, em um bairro chamado de Liberdade, e que meus ombros e minhas costas são curtidas e amadurecidos pela vida. Então, se eles acham que vão maltratar o povo da Bahia, dando calote no Estado para eu parar as obras, eles estão enganados”, completou, na época.
Para o jornal Estado de São Paulo, a Secretaria de Comunicação do governo da Bahia informou que dos R$ 520 milhões, R$ 237 milhões são referentes aos corredores transversais de transporte coletivo (linhas azul e vermelha), R$ 132 milhões dizem respeito às obras do metrô Salvador-Lauro de Freitas e o restante está dividido em obras de contenção de encostas e intervenções na área de saúde.
Bahia.ba
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher