Morador da comunidade quilombola de Alto do Capim, no município de Quixabeira, no Território de Identidade da Bacia do Jacuípe, Nelson de Jesus, 66 anos, vive em condições indignas a um ser humano, como mostrou reportagem do Blog Ril de Beto.

Depois de um vídeo circular pelas redes sociais, durante essa semana, o blogueiro quixabeirense fez uma visita à residência do idoso e no local comprovou as condições precárias de moradia. O homem disse que vive há mais de dez anos nestas mesmas condições. Sem nenhuma estrutura, a casa possui uma sala, uma cozinha e dois quartos, todos em péssimo estado.

Construída em tijolos feitos de barro (adobe), a residência de Seu Nelson não possui as mínimas condições de moradia. É possível perceber, através das portas e janelas improvisadas, pisos de chão batido, paredes parcialmente sem reboco e cobertura com telhas e madeiras velhas e ultrapassadas, denunciando o estado de extrema pobreza do morador.

 

Banheiro improvisado – Quando foi questionado sobre o banheiro, Seu Nelson informou que a casa não possui e que toma banho dentro de um dos quartos de forma improvisada. A reportagem foi até o quarto e registrou os sabonetes em cima de uma madeira no chão. A água, ele pega na casa dos parentes, pois a cisterna do quintal está com defeito.

No quarto onde dorme existe apenas uma cama de solteiro antiga com um colchão. As roupas ficam penduradas em um varal improvisado e numa caixa de papelão dentro do quarto, pois não há nenhuma mala ou roupeiro.

Na sala apenas um sofá bem antigo e todo rasgado, que serve para seu Nelson receber suas visitas. Nada mais além do sofá.  Seu Nelson conta de que tinha um rádio velho, porém o mesmo quebrou e ele não pode comprar outro.

Na cozinha foi encontrado um fogão de lenha improvisado no canto da parede. Nada de mesa, cadeira, armário, geladeira ou filtro. Além do fogão de lenha, apenas um pote de barro e um vaso plástico que serve de reservatório de água. Em uma madeira no chão, foi visto algumas vasilhas que são utilizadas para o preparar as refeições. Alimentos, um pouco de arroz e feijão, em cima da madeira ao lado das panelas.

Sem nenhuma estrutura digna de moradia e de sobrevivência em pleno século XXI, esta é a dura realidade na vida deste homem que mesmo diante de todas as dificuldades, recebeu nossa reportagem com muita alegria. Vale ressaltar, que mesmo já tendo idade para se aposentar, ele ainda não conseguiu o benefício junto ao INSS, e vive basicamente do que recebe do Programa Bolsa Família. Informações e fotos blog Ril de Beto

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário