Estava tudo bem encaminhado para que o Partido dos Trabalhadores (PT) de Jacobina indicasse Mariana Oliveira, presidente da legenda, como pré-candidata a vice-prefeita na chapa que será liderada por Tiago Dias (PCdoB) nas eleições deste ano. Porém, na semana passada o partido se reuniu virtualmente e decidiu que Mariana é a pré-candidata dos petistas à prefeitura do município.

A reportagem do TRagora conversou com Mariana e ouviu dela que realmente as negociações com o PCdoB estavam adiantadas. No entanto, diante de alguns desentendimentos, o partido decidiu que seu nome iria concorrer como cabeça de chapa nas próximas eleições. Perguntado se ela já havia conversado com a também pré-candidata Kátia Cristina Alves de Souza (Kátia da Saúde), do Podemos, respondeu que sim e que havia possibilidades reais de as duas formarem uma chapa. “Tenho um ótimo relacionamento com Kátia e acho que seria interessante colocarmos à disposição da sociedade de Jacobina uma chapa com duas mulheres, algo que jamais existiu nesta cidade”, afirmou.

Outra pergunta da reportagem foi se ainda havia possibilidade de um recuo, com o PT indicando o vice de Tiago. A presidente respondeu que tudo é possível, apesar de considerar muito difícil. Segundo Mariana, caso isto viesse a acontecer, seria apenas nas convenções e que esta era uma decisão que caberia exclusivamente ao partido.

A reportagem também ouviu o presidente do PCdoB, Maurício Moraes, e o vereador Tiago Dias.

Maurício se disse surpreso com o lançamento da pré-candidatura de Mariana. Apesar disso, afirmou acreditar que tudo será em breve resolvido e que PT e PCdoB caminharão juntos nas eleições deste ano.

Já Tiago Dias também se disse surpreso, mas afirmou que vai trabalhar para que não só PT e PCdoB mas todos os partidos da base do governador Rui Costa possam marchar com candidatura única, visando conquistar a Prefeitura de Jacobina.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário