Os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) decidiram encerrar, nesta quarta-feira (12), a greve após mais de dois meses com os braços cruzados. A decisão tomada, em assembleia, teve 197 votos, 73 contra e 11 abstenções.

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb) informou ao Bahia Notícias que os professores vão continuar, no entanto, em estado permanente de mobilização. Os docentes querem que o governo mantenha uma mesa permanente de negociação.

Para encerrar a greve, a categoria aceitou a proposta do governo de promover 900 docentes e liberar R$ 36 milhões para as instituições superiores. A expectativa é que os professores da Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana), Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) e Uesc (Universidade Estadual De Santa Cruz) também encerrem a paralisação ainda hoje. BN

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário