No iluminado dia 07 de fevereiro de 1937, nascia, em Morro do Chapéu, Lourival Martins de Souza, filho de Eusébio Alves de Souza e Almerinda Rosa da Conceição, sendo o mais velho dos sete irmãos.

Na ”Canabravinha”, roça de seus pais, teve uma infância simples, humilde, mas sempre carregou na sua mente e coração o sonho de se formar e ajudar sua família e a quem precisasse – este sempre foi o seu maior desejo.

Cursou até a 4ª série, antigo primário, na escola da professora Judith Arlego. A 5ª série fez na casa da professora Elisabeth Vasconcelos, que na época ela era delegada escolar.

Quando tinha seus 17 anos veio para Jacobina fazer o curso de admissão (curso exigido na época para cursar a 6ª série). Foi aprovado e cursou a 6ª série no Colégio Estadual Deocleciano Barbosa de Castro, onde concluiu o 2º grau com o curso de Magistério em 1962.

Fez vestibular para Matemática na UFBA, em Salvador. Trabalhava, porém ganhava pouco, mas encontrou pessoas que o ajudaram nessa jornada, concluindo a faculdade em 1975.

Trabalhou de sapateiro com o senhor Dionízio Amado; foi funcionário do Derba como servente geral. Professor de datilografia, de matemática e vice-diretor do colégio Deocleciano Barbosa de Castro.

Fundou a escola Ana Nery, hoje Colégio Euzébio de Queiroz, que completou 55 anos de existência.

Uma pessoa sempre determinada e que sempre buscou com fé, força e coragem ajudar as pessoas menos favorecidas, por isso ingressou na carreira política, sem esquecer suas origens e os valores primordiais – humildade e honestidade – que nunca na sua vida deixaram de existir.

Na vida pública foi vereador em 1970; em 1973 ficou na suplência; retornou como vereador em 1977, sendo presidente da Câmara em 77 e 78. Voltou a presidir o Legislativo Municipal de 81 a 83. Seu último mandato foi em 1996/2000. Assumiu ainda a secretaria de Educação em 1983 e a chefia de Gabinete em 1984, ambos no governo de Carlito Daltro. Em 1985 tornou-se Cidadão Jacobinense, um reconhecimento da Câmara Municipal pelos relevantes serviços prestados à sociedade do município.

 

Além de ter deixado sua marca na educação de Jacobina, Professor Lourival tem como grande legado um coração que não se cansa de servir ao próximo. Até hoje continua pagando escola particular para alguns alunos que não podem custear os estudos. Durante todos esses anos buscou ajudar a população mais carente. A exemplo disso, hoje custeia o estudo de uma criança em escola particular em Morro do Chapéu.

Religiosamente sua fé é grande. Tem a oração como momento muito importante de sintonia com DEUS; sempre foi católico praticante. Chegou a ser Imperador da festa do Divino Espírito Santo em 1959, em Morro do Chapéu, e Imperador da referida festa em Jacobina no ano de 1969.

Casou-se com Maria Oliveira de Souza em 16 de maio de 1959, constituindo sua família com 5 filhos: Lourival Júnior, Sílvio, Simone, Lízia e Luciano. Tendo um genro (João) e uma nora (Denise), além de 6 netos: Thiago,Thaíse, Alexsander, Paulo Vítor, Vicente e Lourival Neto. União essa que dura 60 anos com as bênçãos de DEUS.

Educou todos nos princípios necessários, cumprindo bem seu dever de pai (um excelente pai), sogro, avô e acima de tudo amigo, aquele amigo sempre presente em todos os momentos. Um verdadeiro cidadão, no sentido real da palavra.

Hoje, aos 83 anos de vida, mesmo com o peso da idade, vai ao Colégio, fala com seus alunos e está sempre presente na sua sala nos dando uma grande lição – não importa o que somos ou o que temos, o que vale a pena é o que na vida realizamos.

O tamanho do AMOR que temos e que sentimos por ele é imenso, incalculável.

Obrigado DEUS por ele existir e estar conosco alegrando nossas vidas.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Ex-vereador e Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Jacobina, Carlos de Deus é formado em Administração de Empresas pela Universidade Norte do Paraná. Diretor-presidente do jornal Tribuna Regional e do site TrAgora.

Deixe Um Comentário