Os donos de automóveis no estado podem passar a pagar menos pelas novas placas Mercosul, de acordo com a Associação dos Fabricantes de Placas do Interior da Bahia (Afapi).

A redução nos preços deve ocorrer porque a empresa fabricante baiana de blank (a chapa de alumínio com a película na qual são impressos os dados de identificação do veículo) está conseguindo se ajustar ao novo processo.

Com isso, os custos são reduzidos gradativamente e repassados aos estampadores. Sendo assim, são criadas condições para a redução do custo final.

“Se ajustar a esse novo processo está sendo um desafio, mas estamos trabalhando visando atender com eficiência e melhores condições para toda a cadeia, particularmente o consumidor final”, declarou a presidente da Afapi, Maria Soledade, durante encontro em Feira de Santana, que reuniu os empresários do setor.

No encontro, a presidente da Afapi anunciou a redução do preço cobrado pelo fabricante de blank. O par de placas para os estampadores, no caso dos automóveis e caminhões, passou de R$ 89 para R$ 41 e o de motos, de R$ 45 para R$ 21.

Outra redução foi anunciada pelo empresário José Carlos Cabral, presidente da CSO, empresa de tecnologia parceira da Afapi. O custo de transmissão de dados dos veículos para a fabricação das placas passou para R$ 10.

“Acreditamos que essa redução de custos vai acabar impactando também no custo final para os proprietários de veículos, que poderão pagar menos pelas novas placas”, disse o presidente da CSO. Metro1

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário