Os policiais militares que participaram da ação que resultou na morte da dançarina da banda de forró Sala de Reboco, no último dia 5, em Irecê, foram afastados das ruas. A informação é do G1.

Segundo a Polícia Militar, os policiais estão cumprindo serviços administrativos. Um inquérito foi instaurado no 7º Batalhão da Polícia Militar, em Irecê, para apurar as circustâncias em que ocorreram os disparos.

Além da morte de Gabriela Amorim, de 25 anos, a ação dos PMs resultou nos ferimentos do sanfoneiro da banda, Eliedelson Possidônio, e da vocalista do conjunto, Joelma Rios.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher