O pagamento do segundo lote do abono salarial do PIS/Pasep para quem trabalhou com carteira assinada em 2018 começa nesta quinta-feira (15). O PIS (para funcionários de empresas privadas) estará liberado para quem nasceu no mês de agosto. Já Pasep (servidores públicos) estará disponível para funcionários com final de inscrição 1.

O calendário de saques segue o mês de nascimento dos beneficiários do PIS e o número de inscrição no Pasep. Os pagamentos vão até 30 de junho de 2020. A liberação seguinte será em 19 de setembro para quem nasceu em setembro (PIS) ou para quem tem final de inscrição 2 (veja calendário mais abaixo). Não é obrigatório tirar o dinheiro já. O saque pode ser feito até 30 de junho de 2020.

O valor pago é de até um salário mínimo (R$ 998 em 2019) e varia de acordo com o tempo trabalhado. Se a pessoa trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do mínimo. O saque do abono salarial acontece todos os anos e é diferente do resgate das cotas do fundo PIS/Pasep, que só vale para quem trabalhou entre 1971 e 1988.

Os valores são arredondados para cima. Quem trabalhou por um mês, por exemplo, teria direito a R$ 83,17 de abono. Com o arredondamento, o trabalhador recebe R$ 84. Como o salário mínimo costuma ser reajustado anualmente, os trabalhadores que, conforme o calendário, só puderem sacar o abono no ano que vem, poderão receber valores diferentes.

Tem direito quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2018, entre outras situações. Quem perder o prazo de 30 de junho de 2020 perde também o benefício, que vai para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher