Pela primeira vez na história a subida a Serra do Cruzeiro, em Jacobina, será proibida. A tradicional visita à cruz localizada no cume da serra durante a Sexta-Feira Santa não será realizada neste ano. A determinação é do Decreto 141, editado nesta quarta-feira, dia 8. Conforme o documento assinado pelo prefeito Luciano Pinheiro, ‘está proibido o acesso à Serra do Cruzeiro para quaisquer atividades, salvo manutenções preventivas nos equipamentos públicos e antenas de retransmissões de sinais de televisão’.

O Decreto que tem validade até o final da noite do próximo dia 13, está pautado no Artigo 268, do Código Penal Brasileiro, onde diz que quem ‘infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doenças contagiosas, está sujeito à pena de detenção de um mês a um anos, e multa.

Em sua redação, o Decreto 141 expressa: “Considerando que o período da Semana Santa que se avizinha gera uma aglomeração de fiéis nas escadarias do Cruzeiro que rumam a uma bela peregrinação ao cume do monte conhecido como Cruzeiro, fato que pode ocasionar riscos à saúde e integridade física da população ante a pandemia do Coronavírus;

Considerando que embora haja laicidade na República Federativa do Brasil, o respeito às crenças religiosas ainda norteia toda e qualquer decisão por parte do Executivo Municipal, razão pela qual houve consulta prévia à igreja católica com relação ao presente decreto que opinou favoravelmente a seus termos e;

Considerando o Decreto 134, de 31 de março de 2020, que proíbe expressamente eventos com aglomeração superior a 50 pessoas e o evento tem potencial para atrair muito mais pessoas que o número acima estipulado”.

A proibição da visita às escadarias e à sua subida já era aguardada pelos jacobinenses que vivem sob medidas parciais de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus. O número de contaminados e de mortos em todo o mundo têm levado os governantes de todo o mundo, principalmente de municípios, à tomarem posições diferentes de prevenção. Em Jacobina a flexibilidade na movimentação de pessoas tem sido criticada pelos que defendem o isolamento de toda a população.

Quanto à proibição à subida à Serra do Cruzeiro, a Prefeitura de Jacobina justifica: “É dever do município zelar pela segurança e integridade física dos munícipes”.

Fonte: Notícia Limpa

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário