Menu

‘Partidos e o Congresso ainda não encararam de frente o problema da corrupção’, diz Deltan Dallagnol

TRagora 5 anos atrás

“Partidos e o Congresso ainda não encararam de frente o problema da corrupção.” A frase do procurador da República Deltan Dallagnol ao fazer um balanço dos 5 anos de Operação Lava Jato no Brasil é uma constatação, mas também uma cobrança. “Esperamos que possam acontecer mudanças nesta nova legislatura.”

Coordenador da força-tarefa da Lava Jato criada no Ministério Público Federal em Curitiba, em 2014, Dallagnol e seus colegas estão apreensivos nesse início de 2019.

Para a Lava Jato, decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) do próximo dia 13, que decide se processos de crimes comuns como corrupção e lavagem de dinheiro que tiverem atrelados crimes eleitorais devem ser enviados todos para Justiça Eleitoral, pode ser algo “catastrófico” para a operação.

 

 

 

Estadão

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -