Na Arena Fonte Nova, o Bahia recebeu o Atlântico pela sétima rodada do Campeonato Baiano e venceu com dificuldade por 2 a 1, com gol de falta de Zé Rafael, no início do primeiro tempo, e Elton, no final da segunda etapa. Jean Carlos fez para os visitantes nos 37 do primeiro tempo. O time misto foi proposto por Guto Ferreira por conta das quatro suspensões advindas do tumulto diante do Vitória, na semana passada.

A vitória permitiu ao Bahia encerrar a rodada na vice-liderança. Com o resultado, o Tricolor chegou aos 14 pontos, enquanto o Atlântico, pior time da competição, continua amargando a última colocação, com apenas um ponto em sete jogos. Na oitava rodada, o Bahia vai até Juazeiro, e o Atlântico, buscando sua primeira vitória, viaja para Feira de Santana e duela contra o Bahia de Feira.

O jogo

A partida mal começou e, aos 5 minutos, Zé Rafael abriu o placar para o Bahia ao cobrar falta sofrida por Allione, fazendo belo gol no canto do goleiro. Então, o Atlântico partiu para cima para tentar conseguir reverter o resultado, criando uma chance aos 10 minutos, parada pela defesa do tricolor.

Com o gol, o Bahia apostou em um jogo mais lento, preguiçoso, abrindo oportunidades para o adversário, que abusou de lançamentos entre defesa e ataque. Isso fez com que a partida ficasse com poucas jogadas de risco para ambas as equipes. Somente aos 30 minutos Deivisson, goleiro do Atlântico, precisou trabalhar, após defender um chute de Léo na intermediária.

Aos 37 minutos, Jean Carlos deixou tudo igual no único chute a gol do Atlântico. Após belo passe de Michel, Ruan Magno cruzou rasteiro e Matheus finalizou; Jean Carlos pegou o rebote e empatou a partida. No susto, a equipe de Guto Ferreira tentou responder com Zé Rafael e Allione, mas sem sucesso.

No segundo tempo, as equipes não fizeram mudanças, inclusive no estilo de jogo, que permaneceu morno como a primeira etapa até, pelo menos, os 10 primeiros minutos, exceto por um forte chute de Bida, para defesa de Rafael Santos, aos 6 minutos.

A primeira chance do Bahia veio aos 16 com Kayke, que não alcançou a bola lançada por Léo. Somente aos 41 uma nova oportunidade apareceu, com Zé Rafael, em lance polêmico. Ele recebeu passe na entrada da área e, segundo o árbitro, simulou pênalti ao cair no gramado. Já nos acréscimos, no entanto, Ruan Magno deu carrinho violento em Júnior Brumado e recebeu cartão vermelho direto. Na cobrança da falta, Deivisson saiu mal e a bola sobrou para Elton deixar o tricolor na frente do placar, mesmo com atuação abaixo da média.

Ao longo dos 45 minutos finais, saídas de Régis, Kayke e Allione para a entrada de Élber, Júnior Brumado e Antônio Carlos e, para o Atlântico, Ruan Carlos entrou após saída de Antônio Carlos, amarelado, e Alan Abdala foi substituído por Willian depois de sentir dores. Com relação aos cartões amarelos, Léo, Zé Rafael e Tiago receberam pela equipe tricolor, enquanto Antônio Carlos, Deivisson, Michel e Vicente foram advertidos pelo lado do Atlântico. No fim da partida, Ruan Magno recebeu cartão vermelho direto.

Gazeta Esportiva
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário