Continuará livre a dona de casa de prenome Fernanda, assassina confessa do seu ex-companheiro Darlei dos Santos, 34, após ter se apresentado espontaneamente na delegacia de Jacobina (BA), nesta segunda-feira (17), acompanhada de advogado, para prestar depoimento sobre o crime.

Ela alegou legítima defesa como motivação para o assassinato, ocorrido na noite do último sábado (15), na comunidade conhecida como Pontilhão da Malhadinha, área periférica da cidade. Darlei foi assassinado com um golpe de faca desferido por Fernanda e teria chegado sem vida ao hospital municipal.

Em sua defesa, a mulher contou em depoimento que as brigas entre o casal eram constantes e que Darlei a agredia com certa frequência. Os dois estavam juntos há pelo menos um ano e meio, conforme disse a mulher, e residiam na região do Pontilhão, pouco depois do bairro Novo Amanhecer. Após o depoimento, a mulher foi liberada, pois não havia mandado de prisão contra ela.

+ ATUALIZADA: Mulher que matou companheiro a facada, ficou presa após depoimento, informou delegado

O crime

De acordo com publicação do site Jacobina Notícias, Darlei foi encontrado por populares caído numa estrada, próximo da residência onde morava, sangrando bastante. Ele foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, em seguida, levado para o Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), mas não resistiu ao ferimento a faca no peito e morreu. Um amigo de Darlei, que não quis se identificar, lamentou sua morte e contou que ele era funcionário de uma mineradora em Jacobina.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário