A polícia prendeu uma mulher suspeita de ter matado e esquartejado o próprio filho de apenas três meses para fazer ritual de magia negra. O crime aconteceu em Itapecuru Mirim, no interior do Maranhão. A prisão aconteceu na última quarta-feira (5).

O corpo do bebê de três meses foi encontrado no dia 31 de março, no Povoado Vinagre, com a cabeça e membros separados do torso. De acordo com a Polícia Civil, além de Patricia Maria dos Santos, também foram presos os pais dela: Jackson Matos Pereira, de 40 anos, e Marilene dos Santos Menezes, de 45.

As investigações apontaram que a descoberta do corpo da vítima, os pais dela foram identificados por um vídeo em que o carro de Jackson aparece nas proximidades de onde o bebê foi encontrado. Ao ser questionado, o homem afirmou que jogou algo fora, dentro de saco, mas que não sabia que se tratava de um corpo de uma criança. Jackson disse que pensou que fossem pedaços de carne podre.

À polícia, a jovem disse que teria abortado espontaneamente e que deixou o feto dentro do carro do pai. No entanto, a perícia técnica apontou que o corpo é de uma criança de 3 meses de idade. Radar da Bahia

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário