Menu

Mês de maio começou bem para Ciro Gomes

TRagora 6 anos atrás

Flávio Dino, governador do Maranhão, único gestor estadual do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), afirmou no dia 4 de maio (sexta-feira) que “está chegando o momento de admitir uma nova agenda”. “Se não oferecermos uma alternativa viável, você pode perder a capacidade de atrair outros setores do centro que se guiam também pela viabilidade”, disse. Além disso, afirmou que, tanto o seu partido, quanto o PSOL e o PT devem apoiar a candidatura de Ciro Gomes. Apesar de Manuela D’Avila ser pré-candidata a presidência pelo PCdoB e Guilherme Boulos pelo PSOL, Dino parte para a vida da racionalidade, quando declara que Ciro é o melhor posicionado, dentro os partidos de esquerda, e que, por Lula estar inabilitado, o PT não tem nome capaz de unir nesse momento.
Outra ótima notícia para Ciro foi a desistência do ex-ministro Joaquim Barbosa de concorrer a presidência pelo PSB, pois Barbosa aparecia a frente de Ciro em intenção de voto, segundo pesquisa Datafolha. O PSB ainda não se posicionou oficialmente em relação a nomes, mas Ciro tem linha política que se afina com os socialistas, e não será nenhuma surpresa que o Partido Socialista Brasileiro venha a caminhar com o pedetista nas eleições deste ano.
Essas duas notícias são fatos, mas há também uma terceira informação, que pode ser até especulação, porém não deixa de ser favorável a pré-candidatura de Ciro: partidos de centro e de direita começam a flertar a candidatura do ex-governador. DEM, PP e PR têm discutido, nos bastidores, uma aproximação com o pedetista, evitando assim um esfacelamento do grupo que se autodenomina de centro. Estes partidos, que aparentemente não têm nenhuma ideologia política, se aliam a quem for melhor para cada agremiação partidária. Portanto, Ciro Gomes não tem do quer reclamar deste início de mês de Maio.

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -