Menu

Médica diz à polícia que não lembra do acidente que matou professora no Itaigara

TRagora 6 anos atrás

A médica Rute Nunes Oliveira Queiroz, de 49 anos, informou à polícia que não lembra do acidente que provocou a morte da professora de balé Geovana Alves Lemos, de 41, ocorrida no último dia 15, na avenida ACM, no Itagara, em Salvador.

Durante interrogatório na 16ª Delegacia Territorial (DT/Pituba), Rute afirmou que perdeu a consciência de forma súbita e só recorda dos fatos ocorridos após o acidente.

A médica foi autuada em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) após se envolver em uma colisão com a motocicleta onde Geovana estava na garupa. O carro conduzido por Rute, um Kia Sportage, trafegava pela avenida ACM, sentido orla, quando atravessou o canteiro central e atingiu a moto, que estava no sentido contrário.

Geovana morreu no local. Já o mototaxista Luciano da Silva Lopes, que levava a professora, sofreu ferimentos leves. Ele também prestou depoimento na 16ª delegacia.

Rute deixou a delegacia no mesmo dia do acidente, após pagar uma fiança no valor de R$ 4 mil para responder em liberdade. A Polícia Civil informou que está aguardando o laudo do Departamento de Polícia Técnica, que deve demorar 30 dias, para concluir o inquérito. .

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -