Professores e estudantes de Salvador realizam na manhã desta quinta-feira (30), no Centro da cidade, um protesto contra os bloqueios de recursos da educação. A manifestação faz parte de um ato nacional.

A concentração começou por volta das 9h, no Largo do Campo Grande. Por volta das 10h, os manifestantes tomaram todas as faixas da via, e dez minutos depois o grupo iniciou uma passeata que tem como destino a Praça Castro Alves, um trajeto de cerca de dois quilômetros.

De acordo com a Transalvador, a caminhada deixa o trânsito bastante engarrafado. Os veículos estão atrás dos manifestantes e avançam conforme o grupo anda. O órgão ainda afirmou que viaturas da Transalvador estão em vários pontos do trajeto do protesto, para monitorar o tráfego.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) informou em um primeiro momento que teve R$ 37,3 milhões bloqueados, mas depois divulgou que, na verdade, o bloqueio foi de bloqueio de mais de R$ 55 milhões.

Além da Ufba e de institutos federais, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb), a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e a Universidade Federal do Sudoeste da Bahia (Ufsb) também relataram cortes orçamentários, que chegam a cerca de R$ 40 milhões.

Interior do estado
Em Feira de Santana, cidade localizada a cerca de 100 quilômetros de Salvador, a concentração também começou por volta das 9h, na Praça Tiradentes. Por volta das 10h, os manifestantes saíram da praça e iniciaram uma caminhada foi iniciada pelas ruas da cidade.

Em Alagoinhas, cidade próxima a Feira de Santana, a concentração começou às 8h, na Praça Rui Barbosa. Posteriormente, o grupo saiu em caminhada pelo centro da cidade, com destino à sede da prefeitura.

Na cidade de Serrinha, também na região de Feira de Santana, a manifestação começou às 8h, na Praça Luiz Nóbrega. O protesto, entretanto, está acontecendo em formato de aula pública e não há previsão de os manifestantes saiam em passeata.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário