O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), garantiu que manterá as assinaturas para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e outros procuradores. Diversos deputados tentaram retirar seus nomes da lista, após serem pressionados pela opinião pública.
“Não posso. Eu não posso retirar assinaturas”, afirmou Maia. Ficará nas mãos dele a decisão de instalar ou arquivar o pedido de CPI da Vaza Jato.
Na última quinta-feira (12), a oposição protocolou o requerimento de abertura da CPI. A Secretaria Geral da Mesa contabilizou 175 assinaturas a favor da instalação, sendo que o número mínimo exigido no regimento é de 171 assinaturas.
A bancada da bala, formada por apoiadores de Moro, tentou esvaziar o apoio à comissão, contudo era tarde demais. Após a apresentação do requerimento ou as assinaturas serem conferidas pela Secretaria Geral da Mesa, não é possível retirar ou colocar apoios.
BNews
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher