Os protestos marcados para esta sexta-feira (14) em todo o país contra a Reforma da Previdência (PEC 6/2019) proposta pelo Governo Bolsonaro não atingiram o tamanho que desejavam sindicalistas e líderes da oposição, que pretendiam fazer uma greve nacional de todas as categorias.

Em Jacobina, a manifestação reuniu apenas estudantes, professores, líderes comunitários e sindicalistas, que se concentraram logo pela manhã na praça Aníbal Augusto Oliveira (Praça do Garimpeiro). Em seguida saíram em passeata pelas ruas do centro da cidade, portanto cartazes e gritando palavras de ordem contra as medidas do governo federal.

Comércio, bancos e empresas funcionaram normalmente, apenas o trânsito ficou bastante congestionado causando desconforto aos motoristas. Trabalhadores ouvidos pela reportagem do TRagora revelaram o temor em participar do movimento e correr o risco de demissão.

Nas ruas, as opiniões foram bastante divididas em relação à proposta do governo. A maioria dos ouvidos pela reportagem, no entanto, se posicionaram contra o projeto que pretende modificar as regras da Previdência Social. Reportagem e fotos: J.Britto/TRagora

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário