Cecílio Júnior agora é PCdoB

O vereador Cecílio Júnior que se reelegeu em 2016 pelo então PMDB (hoje MDB), com 771 votos, acaba de se filiar ao PCdoB. Consequentemente, retira o apoio a reeleição de Luciano da Locar e passa a apoiar a pré-candidatura de Tiago Dias. Foi, sem dúvida, a maior baixa sofrida por Luciano na busca de sua reeleição.

PCdoB na Câmara

Com as filiações de Cecílio Júnior, ex-MDB, e Rone do Junco, ex-PT, o PCdoB passa a contar com quatro vereadores na Câmara de Jacobina, sendo assim a maior bancada. Em 2016 o partido elegeu Tiago Dias e Júnior de Todos. Rone apenas mudou de legenda, mas continua em partido de esquerda, o mesmo não acontecendo com Cecílio Júnior, que deu uma guinada, saindo do MDB e indo para o PCdoB. Saiu da direita e foi para a esquerda.

A história se repete

Com base em informações dos presidentes de partidos em Jacobina, oito legendas lançarão candidatos a vereador nas eleições deste ano e mais uma vez em cada partido tem aqueles candidatos que teoricamente disputam uma vaga e aqueles que só um milagre o levará a conquistar uma cadeira no Legislativo Municipal. Mas a Democracia, que é o mais belo dos regimes políticos, dá direito a todos, e cabe ao eleitor decidir quem se elege e quem fica para a próxima.

Rui Macedo

Pelo “andar da carruagem”, Rui Macedo não será mesmo candidato a prefeito nas próximas eleições. Apesar de ter se filiado do PTB e estar em condições de ser candidato, Macedo, segundo informações de um aliado, não filiou nomes que dê condição de montar uma chapa na proporcional (candidatos a vereador) capaz de disputar vagas na Câmara Municipal. Resta saber se Rui Macedo irá “lavar as mãos” nas próximas eleições, ou se vai apoiar um dos três prováveis candidatos – Kátia, Luciano ou Tiago. Porém, Rui já disse que não apóia Tiago.

Leopoldo Passos

Tiago Dias e Kátia da Dires andaram sonhando com um apoio de Leopoldo Passos às suas candidaturas. No entanto, ao que tudo indica, Leopoldo vai mesmo ficar onde está – com Luciano. Seus fiéis aliados deixaram o PSD, partido que é liderado por Passos, e se filiaram ao Cidadania, que em Jacobina é liderado por Clériston Alves, vice-prefeito de Luciano. A ida destes para o Cidadania deve ter sido em virtude do líder do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar, ter declarado por mais de uma vez que o PSD não apoiaria candidato que não fosse da base do governador Rui Costa.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário