A prefeitura de Jacobina informou que a gestão anterior não deixou dados sobre o experimento fracassado feito pela empresa britânica Oxitec que liberou cerca de 12 milhões de mosquitos Aedes aegypti transgênicos machos nos bairros de Pedra Branca e Catuaba, entre 2013 e 2015. O projeto ocorreu na gestão do ex-prefeito Rui Rei Matos Macedo (MDB).
“Por não ter tido continuidade deste procedimento, não temos como atestar a veracidade ou não deste episódio. O que temos de informação é o que já tornou-se de domínio público. Com relação à matéria veiculada, não chegou até a Secretaria Municipal da Saúde, nenhum documento oficial dos órgãos de saúde do estado ou união, ficando, portanto, até o presente momento no campo da ilação”, informa o Executivo Municipal.
Além disso, a prefeitura destacou também que os mosquitos transgênicos foram manipulados pelo Instituto Moscamed. “Informamos que, estaremos buscando diálogo junto ao Moscamed, com o objetivo de termos maiores informações, assim como ações serão tomadas no sentido de buscar constatar cientificamente se houve ou não alteração nos mosquitos”, encerra.
A reportagem tentou contato com a Oxitec, mas não teve nenhum retorno.
BNews
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher