Combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes e prevenção de acidentes domésticos foram os temas debatidos neste ano.

Entre 13 e 20 de maio, a Jacobina Mineração e Comércio (JMC), unidade da Yamana Gold, realizou uma série de ações com comunidades, que integraram a Semana da Família, atividade anual da empresa. Os temas escolhidos para este ano foram prevenção de acidentes domésticos e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Com o intuito de auxiliar a população de Jacobina na diminuição dessas ocorrências, o primeiro assunto foi abordado em palestra oferecida pela JMC para Agentes de Saúde e Endemias, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A segunda palestra foi direcionada para alunos do Centro de especialização Técnica (CETEC), que após a palestra, foram multiplicadores do assunto nas comunidades de Itapicuru e Jaboticaba, ajudando os moradores a identificar riscos em suas residências.

Já a temática abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes foi abordada em uma blitz educativa, realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual, na saída da cidade e com o público interno foi realizada uma palestra, para essa ação a empresa contou com o apoio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). O tema também foi abordado por meio da apresentação do filme “Segredos Revelados” (Spotlight), nas comunidades de Itapicuru e Jaboticaba. A produção estadunidense de drama biográfico de 2015 dirigido e de coautoria de Tom McCarthy. Indicado a seis Oscars na premiação de 2016, e vencedor das categorias de Melhor Filme e Melhor Roteiro Original, o longa tem como enredo a investigação, por uma equipe do jornal The Boston Globe, de casos de abuso sexual e pedofilia.

A Semana da Família faz parte do Programa Integrar, realizado pelo Instituto Yamana para proporcionar mais qualidade de vida nas comunidades em que a Yamana Gold está presente. A cada ano, as atividades são desenvolvidas de acordo com a demanda da população. “Conscientizar as comunidades sobre assuntos de relevância social faz parte da nossa missão, como empresa cidadã. Essa é uma das tantas iniciativas que encampamos em prol do desenvolvimento sociocultural das localidades onde atuamos”, avalia o gerente geral da JMC, Sandro Magalhães.

Durante as atividades de conscientização ao combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes foi difundido o Disque 100 ou Disque Direitos Humanos, um serviço da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) que recebe denúncias de abuso e exploração contra crianças e adolescentes. Ele funciona diariamente 24h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita para o número 100. Em 2018 o serviço de denúncias registrou 1.891 ocorrências na Bahia, contra 4.928 no ano de 2017, uma redução de 61,63%. Desde 2015 o estado não está em os três de maior ocorrência de denúncias, por isso, é preciso manter as políticas de conscientização.

Pouca gente sabe, mas, os acidentes domésticos são mais comuns do que se imagina, sobretudo, entre crianças e idosos. Dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 140 mil pessoas são internadas por ano em hospitais da rede pública por causa de acidentes ocorridos nas imediações do lar. Ainda segundo registros do Sistema Único de Saúde (SUS), 75% das lesões que levam os idosos aos hospitais públicos têm sua origem dentro de casa. Entre as principais ocorrências estão quedas; queimaduras; envenenamentos com produtos de limpeza, medicamentos ou plantas; choques; afogamentos e asfixia.

De acordo com Adriano José Francisco, coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da JMC, esses acidentes causam transtorno para famílias no Brasil inteiro, em níveis de gravidade variados, mas, que podem ser altos e chegar até a óbito. “A principal orientação, portanto, é promover um ambiente seguro. Fazer com que a prevenção do lar faça parte do nosso dia a dia, dos nossos hábitos”, reforça Adriano que é também especialista em gestão de risco, engenheiro civil e engenheiro de segurança do trabalho. Assessoria de Comunicação JMC/Yamana

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário