O conceito de charcutaria é a técnica utilizada para conservar a carne, algo que foi muito importante na época das grandes navegações e colonizações, já que as navegações demoravam meses e sem as técnicas de conservação os alimentos estragariam. Hoje a arte da charcutaria é utilizada para descrever o trabalho de quem fabrica produtos com diferentes técnicas de conservação, tornando-se um ofício culinário muito praticado, e que atrai cada vez mais entusiastas. Em resumo, a charcutaria é o processo de preservação artesanal que atiça o paladar.

Um dos mais antigos métodos de preservação de alimentos da humanidade se inovou com o passar do tempo e o que era praticado por uma necessidade de conservação, se tornou uma forma de criar identidades para diversas variedades gastronômicas.

O artista plástico e ex-estudante de gastronomia, Jerlan Miranda, nunca escondeu sua paixão pela culinária. Quando não estava pincelando um desenho uma gravura, estava criando pratos culinários. Depois de mais de uma década trabalhando com um food truck, resolveu se dedicar a uma arte que sempre admirou, a da charcutaria. O primeiro passo foi procurar um local especializado no assunto, e depois de um curso presencial em uma das principais instituições de ensino exclusivas para a área, a ACAVA Escola de Charcutaria de Brasília, decidiu que tornaria a milenar arte de preservar carnes como sua fonte de renda.

Jacobinense de nascimento, Jerlan e sua esposa Amanda Medeiros decidiram então abrir uma microempresa em sua cidade natal, a HBacon Alimentos & Defumados Artesanal. Neste primeiro momento em que a empresa está em fase de implantação, com a produção em pequena escala apenas para degustação familiar e de amigos, como forma de apresentação dos produtos que o casal já estão produzindo, como Linguiças, bacons tradicionais e especiais, salaminhos meia cura e costelinha defumada.

Segundo Jerlan, assim que receber o Selo de Inspeção Municipal (SIM), obrigatório para a comercialização, os produtos serão apresentados em todos os estabelecimentos comerciais local e da região, principalmente hamburguerias, pizzarias e pequenos mercados. “Toda a estrutura para a produção, obedecendo as exigências da Vigilância Sanitária já está pronta, tendo inclusive já recebido a visita de prepostos do órgão que conheceram as instalações. Estamos aguardando agora a liberação e emissão do Selo de Inspeção”, disse.

Perguntado sobre o segredo para a produção de um produto de qualidade e suas pretensões, Jerlan destacou: “Muito estudo e prática. A cada dia e um produto finalizado é um novo aprendizado.

Estamos dedicados totalmente para oferecer o melhor para nossos futuros clientes. Queremos ser referência no interior da Bahia, e no futuro, com fé em Deus, conquistaremos a Bahia, quiçá o Brasil”.

Fonte: Notícia Limpa

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário