Os servidores dos Correios paralisaram suas atividades por tempo indeterminado, a partir desta quarta-feira, 11, em Jacobina. Os funcionários aderiram à uma manifestação nacional da categoria, que cobra reajuste salarial e é contra a privatização da estatal, defendida pelo Governo Bolsonaro.
Segundo os reivindicantes, a administração das agências anunciou o corte do ticket alimentação no período de férias, retirada de dependentes, dos pais, do plano de saúde e oferecem apenas 0,8% de reajuste salarial.
A categoria espera, pelo menos, que o reajuste seja feito pela inflação, pouco mais de 3,43%, e a continuidade dos direitos adquiridos. Os servidores contam que terão uma perda média de R$ 500,00 por mês, entorno de R$ 6.000,00 por ano.
Augusto Urgente
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher