O empresário jacobinense Valter Ramos de Moura esteve, na manhã desta quinta-feira (3), na sede do jornal Tribuna Regional e do site TrAgora para reclamar da atuação da empresa Sinal Vida. Segundo ele, um caminhão da cidade de Feira de Santana, que está instalando uma placa no prédio de sua propriedade, localizado na Praça Rio Branco, 202, já foi duas vezes multado pela Sinal Vida.

“Eu aluguei o prédio para uma rede bancária. O pessoal de Feira de Santana foi contratado por esta empresa para colocar a placa no prédio. Quando estavam trabalhando, uma funcionária da empresa Sinal Vida multou o caminhão. Há trinta dias outra empresa também foi multada, quando descarregava os cofres do banco. Acho um absurdo uma empresa que vem para Jacobina trabalhar ser tratada desta maneira. Os proprietários destas empresas saíram decepcionados com Jacobina”, afirmou Valter Ramos.

A reportagem foi até a sede da Sinal Vida e conversou com a coordenadora Vanessa Silva. Ela alegou a necessidade do cumprimento das regras da Zona Azul.

“Toda a área de zona azul é muito bem sinalizada. As placas orientam o horário em que, para estacionar qualquer veículo, o proprietário tem que pagar a taxa, assim como o tempo máximo permitido para estacionamento. O proprietário deste caminhão me telefonou e eu disse a ele que o procedimento correto era ele procurar o Serviço Municipal de Tráfego e Transporte e o SMTT oficializaria a Sinal Vida, dizendo o dia e o tempo que aquele caminhão iria ficar estacionado naquela praça. Este é o procedimento correto para qualquer empresa que queira ocupar o espaço de Zona Azul por um período acima do permitido”. disse Vanessa.

Imagem: Valter Ramos

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Ex-vereador e Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Jacobina, Carlos de Deus é formado em Administração de Empresas pela Universidade Norte do Paraná. Diretor-presidente do jornal Tribuna Regional e do site TrAgora.

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher