Na manhã desta terça-feira, 07 de abril de 2020, um ônibus da empresa Gontijo, que faz linha São Paulo/Miguel Calmon, foi interceptado pela equipe de fiscalização epidemiológica da Secretaria de Saúde de Jacobina, auxiliada por prepostos da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar.
O flagrante ocorreu durante o plantão das equipes que realizam as barreiras sanitárias na cidade e, segundo a Diretora de Vigilância Sanitária, Dra. Milena Pinho, o terminal rodoviário de Jacobina encontra-se fechado para embarques e desembarques há quase três semanas para evitar circulação desse tipo de transporte no município, sobretudo depois que o Governo do Estado proibiu o uso dos terminais controlados pela AGERBA em localidades onde existam registros de Covid-19, como é o caso de Jacobina.
Os passageiros estavam sendo deixados aleatoriamente em plena via pública, a maioria sem máscaras de proteção, onde já existiam alguns veículos particulares à espera dos mesmos.
Nossa reportagem foi informada também pela diretora, que a empresa tem sido a única a desrespeitar essa determinação, não sabendo como esse ônibus conseguiu chegar até aqui, no momento em que as barreiras interestaduais e intermunicipais estão sendo orientadas a proceder controle rigoroso da circulação desse tipo de transporte, ainda mais que São Paulo é o epicentro da crise do Coronavírus no país, totalizando nesta terça-feira 304 mortes e 4.866 casos confirmados de pacientes contaminados pelo vírus.
No local do desembarque os fiscais da prefeitura de Jacobina notificaram a lista de passageiros, tomando nomes e endereços para que cumpram a quarentena e informaram aos responsáveis pela empresa Gontijo das suas responsabilidades com o caso. No ônibus estavam também passageiros de outros municípios, cujas respectivas secretarias de saúde serão devidamente informadas sobre a relação dos mesmos para que procedam o isolamento social e monitoramento dessas pessoas.
Após a liberação do ônibus, motorista e veículo seguiram viagem com destino ao município de Miguel Calmon.
Fonte: Augusto Urgente!
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário