O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira (11) que os esforços de imunização contra a Covid-19 são uma questão “coletiva” e não individual. Ele, que está recuperado da doença, reforçou que tomará o imunizante de acordo com o grupo prioritário em que se encaixa e que não irá “furar a fila”.

“Eu acho que a vacina, ela é para o país como um todo, é uma questão coletiva, não é individual. O indivíduo aqui está subordinado ao coletivo nesse caso”, disse em conversa com jornalistas nesta manhã.

Segundo o portal Terra, a fala de Mourão vai na direção oposta de declarações do presidente Jair Bolsonaro, que tem minimizado os esforços internacionais de imunização e colocado em dúvida a eficácia das vacinas.

“(Tomarei a vacina) dentro da minha vez. Eu sou grupo 2, de acordo com o planejamento (do governo). Não vou furar a fila, a não ser que seja propagandística”, declarou o vice-presidente.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário