Duas unidades de conservação ambiental e destinos turísticos do Nordestes serão privatizados pelo governo federal. Os Lençóis Maranhenses, no Maranhão, e Jericoacoara, no Ceará, estão entre os parques nacionais que entrarão no programa de concessões do governo Michel Temer.

Outros destinos que também deverão ser privatizadas são Chapada dos Veadeiros e Itatiaia. A licitação que vai entregar as unidades para a iniciativa privada escolherá empresas que poderão explorar áreas como bilheteria, camping, estacionamentos e esportes de aventura.

De acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, viajou a Buenos Aires para atrair concessionários argentinos e chilenos que têm experiência nesse tipo de negócio.

Atualmente, Foz do Iguaçu, Fernando de Noronha e a Floresta da Tijuca já funcionam em parceria com a iniciativa privada e respondem por 60% de todas as visitações dos parques.

Segundo o Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o número um entre 136 países em atrativos naturais. Mas os parques nacionais recebem 10,7 milhões de visitantes e geram R$ 2 bilhões para as cidades do entorno. Nos Estados Unidos são 307 milhões de visitantes e faturamento de cerca de R$ 68 bilhões.

Um estudo de viabilidade econômica elaborado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, prevê um faturamento de R$ 1,6 bilhão para um investimento de R$ 153,7 milhões em 11 parques no total.

Fonte: Bocão News

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário