Menu

Desenvolvimento sustentável e inovação tecnológica é debatido em evento de lançamento do ITPC

TRagora 6 anos atrás

Foto: lançamento do ITPC.

Na noite de quinta-feira 16, aconteceu na praça do Céu das Artes em Jacobina, lançamento do Instituto Tecnológico  Piemonte da Chapada (ITPC).
O Instituto é uma iniciativa privada, liderada por empresários locais em parceria com o poder público e sociedade civil, e conta com o suporte e apoio do instituto de pesquisa WWI-Worldwatch Institute-Brasil, visando erguer uma espécie de “antena virtual”, com o objetivo de conectar Jacobina à rede internacional do conhecimento, no Brasil e no mundo, com investidores de outros países, bem como, promover eventos, fomentar o desenvolvimento da cidade com base em tecnologia e inovação.
O evento contou com presença e palestra de Eduardo Athayde, diretor do WWI-Worldwatch Institute-Brasil, o qual destacou as potencialidades de Jacobina e sobre o caráter disruptivo dos avanços tecnológicos, que cria uma economia globalizada e digitalizada, em que cidades do interior deixam de ser vistas como interior (inferior), e passam a ser pensadas como um “ponto do planeta”.
Estiveram presentes representantes da administração pública municipal, do Sebrae, diretores da Associação Comercial de Jacobina – ACIJA, de empresários locais, representantes do Instituto Tecnológico de Piritiba, e do diretor de “Lampião, o Filme”, que será gravado em Jacobina. Também estiveram presentes professores e alunos da rede municipal de educação de Jacobina.
Em sua fala, Eduardo Athayde deixou diversas provocações e reflexões às autoridades, empresários e sociedade civil organizada, com relação as potencialidades turísticas, ambientais e culturais do município, e de que forma a população estar sendo preparada para conectar Jacobina com o mundo e alavancar a economia local de maneira sustentável e com tecnologia. “Quanto vale a vista do Monte Tabor; quanto vale as cachoeiras; quanto vale o sol, o vento de Jacobina?”, questionou Athayde.
Eduardo enfatizou ainda que Jacobina já estar pensando “fora da caixa”, na medida em que conta com estabelecimento de grandes empresas, como a Yamana Gold, TEN, Freway, Faculdade AGES, que com alta tecnologia embarcada e gestão empresarial global, operam com a visão de lucrativos pontos do planeta. Além disso, recentemente, o município aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS-ONU), o que possibilita acelerar processos de desenvolvimento local, sendo assim, imprescindível a criação do ITPC.
Na mesma semana do evento, nos dias 15 e 16, o ITPC, promoveu o primeiro Hackathon, (maratona de programação) o qual foi realizado com 30 alunos de alunos  municipais. Os participantes, sob a orientação de três  técnicos,  trabalharam no desenvolvimento de aplicativos que pudessem  auxiliar na educação municipal da cidade.  Aprenderam a trabalhar com plataforma digital, e como resultado, cada equipe desenvolveu um APP (aplicativo). Os vencedores da maratona foram três equipes da  Escola Núbia Guerra, que levaram pra casa as três primeiras colocações.

Os aplicativos premiados em 1°, 2° e 3° lugar foram, respectivamente, ” Banca Digital” (aplicativo que contempla conteúdos de 6° ao 9° ano, no intento de auxiliar à preparação ao IFBA e ser usado como auxiliar aos estudos); o “School Bus” (aplicativo que auxilia aos estudantes e pais a saber a rota, horários, identificar motoristas, possíveis atrasos do transporte escolar; e o ” EducJac” (aplicativo que auxilia alunos que não tiveram a oportunidade de se alfabetizar na infância, trabalhando também a coordenação motora na escrita das letras).

Durante o  lançamento do ITPC, estes alunos apresentaram suas produções, encantando a todos os presentes com tamanha desenvoltura e expertise.

 

Fotos: alunos participantes do Hackathon.

Ao final do evento, foi apresentado a equipe de sócios fundadores do ITPC, composta pelo secretário municipal André Sampaio, Levi Bahia, Marcos Miranda, Mateus Carvalho, Dalmy Alves.

De acordo com Levi Bahia, premiado como empresário destaque do ano, e um dos sócios do ITPC, esse instituto buscará fomentar o desenvolvimento de Jacobina em todas as áreas. “Através do instituto nós vamos levantar uma antena para o mundo, nos conectando com outros países, com investidores, estimulando a educação, a tecnologia, inovação, através de projetos em diversas áreas, que serão elaborados pelos próprios membros e sócios. E para isso, não têm limites,” disse Levi.

Foto: Sócios fundadores

Sócios fundadores e conselheiros do ITPC.

Foto: Diretor de “Lampião o Filme”.

 

 

 

 

 

Foto: Junquenses prestigiando o ITPC

- Anúncio -
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- Anúncio -