O governo está comemorando a decisão. Com isso, cai a decisão de ontem que impedia a celebração. A desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do Tribunal Regional Federal, que está de plantão, aceitou o recurso. A Advocacia Geral da União argumentou que a competência administrativa do Poder Executivo ficaria comprometida, afetando o princípio da separação de poderes.

Ouça a reportagem:

 

COMPARTILHE

Sobre o Autor

*Atuou como Repórter nos jornais O Paraguaçu (Itaberaba/BA), Primeira Página (Jacobina/BA) e Oeste Hoje (LEM/BA). Sites: Camaçari Fatos e Fotos e Nossa Metrópole (Camaçari/BA). Atualmente, edita o portal TRagora e é Repórter do jornal Tribuna Regional.

Deixe Um Comentário