Ao menos nove pré-candidatos tentam assumir a prefeitura de Irecê, no Centro-Norte da Bahia, nas eleições de 2020. Apesar do número significativo de postulantes, a disputa deve ser mais uma vez polarizada na cidade com frágil histórico de reeleição.
Se apresentam como principais pré-candidatos o prefeito Elmo Vaz (PSB); o ex-prefeito Luizinho Sobral (Podemos); o vereador Léo da Unibel (PSDB); o vereador Rogério Amorim Figueredo (PSB); a jornalista Débora Suellem (PSD); o presidente municipal do DEM, Amaro Júnior; o fundador do PT em Irecê, Osvaldo Alves Neiva Filho; o ex-prefeito Beto Lélis (sem partido) e o vereador Tertuliano Leal Libório (PTB).
Elmo Vaz – Em 2016, obteve nas urnas 17.334 votos. Em sua gestão foi bastante atacado pela oposição. Apesar de já ter afirmado ser contrário à reeleição, o gestor vai tentar continuar no posto. Em entrevista local, chegou a afirmar que um mandato de quatro anos é pouco, no mínimo, deveria ser cinco ou seis anos para poder fechar um projeto.
Luizinho Sobral – Atualmente, aguarda julgamento de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre sentença do juiz José Onofre, que determinou sua inelegibilidade por oito anos, por ter recebido tratamento privilegiado na rádio Líder FM, nas eleições de 2012. Teve expressiva votação para deputado estadual em Irecê e é o primeiro suplente da coligação.
Débora Suellem – Filha do proprietário da rádio Líder FM, José Sidnei, conhecido como Jota Sidnei, atingido pela decisão que condenou Luizinho Sobral. É pré-candidata pelo PSD desde que o presidente estadual do partido, o senador Otto Alencar, afirmou que a sigla quer lançar candidatura própria, enfraquecendo a polarização. Um dos apoiadores do projeto seria o ex-prefeito, Joacy Dourado.
Léo da Unibel – Vereador de dois mandatos e líder da oposição na Câmara Municipal. Tem dialogado sobre possível mudança de partido com o PSD, PRB, DEM, PSL e PP. A tendência é que desembarque no PP, por causa da relação com o deputado federal Cláudio Cajado. Caso a Justiça Eleitoral autorize a participação de Luizinho no pleito, ele garante que abre mão da candidatura.
Amaro Júnior – Apesar de se posicionar na corrida, o democrata também afirmou que pode apoiar Luizinho na disputa.
Beto Lélis – Seu primeiro mandato ficou conhecido como divisor de águas na história da capital do feijão. Ficou afastado da vida política por questões judiciais. Apoiou Luizinho e Elmo.
Rogério Amorim Figueredo, Osvaldo Alves Neiva Filho e Tertuliano Leal Libório – Apesar de integrar a base do prefeito, o trio tem se posicionado na disputa caso Elmo desista da reeleição.
BNews
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Ex-vereador e Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Jacobina, Carlos de Deus é formado em Administração de Empresas pela Universidade Norte do Paraná. Diretor-presidente do jornal Tribuna Regional e do site TrAgora.

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher