Menu

Ages 42 anos: tradição e transformação

TRagora 3 semanas atrás

A Ages nasceu há 42 anos, com o objetivo de levar educação de qualidade para o interior do Nordeste e dar oportunidades para pessoas que muitas vezes não tinham nem o direito de sonhar em estudar a educação básica, quiçá o ensino superior. Em 1982, o professor José Wilson dos Santos fundou a AJIS, Associação de Jovens para Integração Social, sediada na cidade de Paripiranga-BA, com a missão de transformar a vida das pessoas através da educação. Fui aluna da associação no início da década de 1980, como bolsista, mantida por cinco alunos pagantes. Essa era uma responsabilidade social da AJIS desde o início da sua história.

Com o tempo, o número de estudantes foi se multiplicando, até que houve a necessidade de, gradativamente, ampliar o número de vagas nos cursos oferecidos, a saber: infantil, fundamental e médio. Então, a AJIS deixa de ser uma associação sem fins lucrativos e passa a ser um Colégio com fins lucrativos, mas mantendo a sua responsabilidade social de transformar a vida de crianças e jovens sedentos por educação. A AJIS cresceu, motivou e transformou-se em AGES. Mas o que significa esse nome que traz a marca do sucesso? O “J” transformou-se em “G” sem perder suas características precípuas e traduz linguisticamente o sentido do verbo AGIR, conjugado na segunda pessoa do singular do presente do indicativo. Logo, o significado combinou perfeitamente com o lema, ícone da missão da instituição de ensino fundamental, médio e superior. AGIR, portanto, pressupõe ação, movimento e expressão. A instituição, que hoje é conhecida como Centro Universitário AGES, é uma IES pioneira na região nordeste da Bahia, no semiárido do Nordeste brasileiro, denominado Triângulo das Secas, onde iniciou suas atividades com três cursos de graduação: Ciências Contábeis, Letras e Pedagogia.

Em 2017, a Ages expandiu-se e chegou nos municípios de Jacobina-BA, Senhor do Bonfim-BA, Tucano-BA, Jeremoabo-BA e Lagarto-SE, com a implantação, inclusive, da Faculdade Ages de Medicina de Jacobina. Em 2019, a Ages Empreendimentos Educacionais passou a integrar a Ânima Educação, responsável por instituições de ensino superior em diversas localidades do país, em estados e cidades das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Ainda em 2019 houve a implantação da Faculdade Ages de Medicina no município de Irecê-BA. Atualmente, o projeto Ages está em 4 municípios: Centro Universitário Ages em Paripiranga-BA, Faculdade Ages de Senhor do Bonfim-BA, Faculdade Ages de Jacobina-BA e Faculdade Ages de Irecê-BA, sendo que as duas últimas possuem também o curso de Medicina.

O projeto Ages incentiva o caráter pluridimensional do ensino superior, proporcionando ao acadêmico uma sólida formação geral, necessária à superação dos “desafios de renovadas condições de exercício profissional e de produção de conhecimentos”. Nesse sentido, adota a prática do estudo independente, na perspectiva da autonomia intelectual, como requisito à autonomia profissional e o fortalecimento da articulação da teoria com a prática, através da pesquisa coletiva, por meio da participação em atividades de extensão.

Nesse contexto histórico é possível constatar uma construção que busca conciliar tradição e renovação – unindo uma cultura consistente com um nexo de continuidade como motor da mudança. O tempo é de vislumbrar oportunidades e alavancar mudanças, de modo que as transformações enriqueçam a cultura, a partir de uma visão compartilhada, gerando uma percepção positiva de presente e futuro. A base para uma atuação bem-sucedida é a capacidade de mudar garantindo a qualidade e a sustentabilidade institucional e, assim, permitindo a continuidade e ampliação de uma construção histórica de contribuições da Ages em sua região de abrangência.

Maio de 2024.
Aristhela Mônica Santos Santana Amorim – diretora da Ages

- Anúncio -
- Anúncio -